Os meninos de Crisley

 

Pirapora, MG – 2001


por Fabio Murakawa

O Min viu esses meninos, “os meninos de Crisley”, brincando na água, foi lá e fez a foto. Já de volta a São Paulo, queria vender para a Alpargatas. Discutimos algumas vezes como montar um projeto para fotografar gente usando Havaianas pelo Brasil afora.

Em Pirapora, nossa primeira parada após a nascente, teoricamente começa a hidrovia do São Francisco. Mas era ano de estiagem, e a foto mostra, entre outras coisas, como o rio está seco.

Ao preparar a exposição e o site, encontramos algumas anotações do Min a respeito dessa fotografia. Em um texto interessante e divertido, ao lado, ele mostra preocupação também com outra mazela do Velho Chico: a poluição de suas águas.

“Pirapora, MG, 2001. O baixo volume de água liberada após a represa de Três Marias descobriu algumas pedras, onde os filhos de Crisley Clemente costumam brincar. Apesar de saber que o rio está poluído, Crisley deixa os meninos brincarem por não haver outra opção de lazer. Pirapora fica um pouco antes de onde o Rio das Velhas deságua. Este importante afluente do São Francisco percorre uma região altamente industrializada e ainda recebe as águas do Rio Arrudas, que atravessa Belo Horizonte. O Arrudas polui as Velhas que polui o Velho que polui os meninos de Crisley… Filme 35mm. Rio São Francisco”

Série numerada Velho Chico

  • Série de 11 imagens de autoria de Marcelo Min
  • Fotografias realizadas em 1994 e 2001 em viagens ao rio São Francisco
  • Curadoria: Marcello Vitorino (2016)
  • Impressão com pigmento mineral sobre papel 100% algodão Hahnemühle Photo Rag Baryta
  • Impressas no Espaço opHicina, em São Paulo
  • Tiragem: 2PA + 10 (para cada formato)
  • Formatos: 50 x 75 cm, 30 x 45 cm e 100 x 150 cm
  • Cópias assinadas e numeradas
  • Acompanham certificado de autenticidade

 


← voltar