À margem do trilho

 

por Ana Aranha

Moradores tradicionais daquelas terras, os ribeirinhos foram removidos de suas antigas casas, nos locais que seriam alagados para a construção de Jirau. Com isso, a antiga vila de pescadores foi relegada à periferia de Jaci. Suas casas de madeira, como esta, com a fachada pintada de um improvável azul, representam um modo de vida que as usinas prometem superar.

Nesse caso, Min encontrou uma casa colocada às margens das ruínas que sobraram de outro prometido e nunca realizado ciclo de progresso: os trilhos da estrada de ferro Madeira Mamoré.


Série numerada AHé

  • Série de 12 imagens de autoria de Marcelo Min

  • Fotografias realizadas em 2012 em viagem a Jaci Paraná (RO)

  • Curadoria: Marcello Vitorino (2017)
  • Impressão com pigmento mineral sobre papel 100% algodão Hahnemühle Photo Rag Baryta
  • Impressas no Espaço opHicina, em São Paulo
  • Tiragem: 2PA + 10 (para cada formato)
  • Formatos: 50 x 75 cm, 30 x 45 cm e 100 x 150 cm
  • Cópias assinadas e numeradas
  • Acompanham certificado de autenticidade

 


← voltar